viagens pela paisagem que me é próxima e interior, viagens por filmes, viagens de aquém e além mar

.pesquisar

 

.viagens recentes

. Comida e fotografia

. tubos

. Avaliação da qualidade na...

. No paraíso ano após ano

. Férias floridas

. Primavera

. jarro

. flor 2

. flor

. Clorofila

. Primavera

. Martinha

. Fly fishing ou a imagem d...

. ... e o paraíso continua ...

. Blawenburg Band em Hopewe...

. Sporting vence torneio Ba...

. Alvor

. Por Cascais e Sintra

. Festival de Jazz de Monte...

. Com neve na praia

. De Berlim, com amor

. Será que a crise nos veio...

. Berlin - bald bin ich da!

. Os nossos dias voltarão a...

. Grounds for Sculpture

. Phila

. mais uma foto do paraíso

.arquivos

. Setembro 2012

. Março 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

blogs SAPO

.links

Segunda-feira, 28 de Agosto de 2006

Diário da Costa Rica – Dia 7 (La Fortuna/Vulcão Arenal)(11)

La Fortuna tinha outro nome até 1968, ano em que o vulcão Arenal decidiu entrar em actividade e fez daquele lugar uma fortuna. A meia dúzia de casas de um sítio que não constaria do mapa turístico foi substituída por hotéis com spas, que aproveitam as águas termais existentes, lojas de souvenirs, restaurantes, postos de internet, etc., a parafernália comum  onde abundam os turistas.


(Mais tarde apercebi-me que teria sido o local ideal para fazer compras – as T-shirts custam menos 50% que no aeroporto, talvez seja por isso que não trouxe nenhuma.)

O vulcão todos os dias deita cá para fora lava que é bem visível quando está escuro e não há nuvens a rondar-lhe o cume – é pouco, temos de estar atentos, mas não é comum proporcionarem-nos fogo de artifício à noitinha, por mais fraquinho que possa ser, acompanhado de ruídos vindos das entranhas da Terra. Entretanto, pudemo-nos banhar nas 16 piscinas aquecidas entre 39ºC e 67ºC do hotel Baldi – aqui só colocámos mesmo um dedo do pé.

É em La Fortuna que se regista uma das minhas piores refeições de sempre, mas que se registe também que foi excepção. O estabelecimento serve refeições 24 horas por dia e é natural que o cozinheiro estivesse cansado.


publicado por mq às 20:20

link do post | comentar | favorito