viagens pela paisagem que me é próxima e interior, viagens por filmes, viagens de aquém e além mar
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

.pesquisar

 

.viagens recentes

. Comida e fotografia

. tubos

. Avaliação da qualidade na...

. No paraíso ano após ano

. Férias floridas

. Primavera

. jarro

. flor 2

. flor

. Clorofila

. Primavera

. Martinha

. Fly fishing ou a imagem d...

. ... e o paraíso continua ...

. Blawenburg Band em Hopewe...

. Sporting vence torneio Ba...

. Alvor

. Por Cascais e Sintra

. Festival de Jazz de Monte...

. Com neve na praia

. De Berlim, com amor

. Será que a crise nos veio...

. Berlin - bald bin ich da!

. Os nossos dias voltarão a...

. Grounds for Sculpture

. Phila

. mais uma foto do paraíso

.arquivos

. Setembro 2012

. Março 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

blogs SAPO

.links

Domingo, 21 de Outubro de 2007

porto de S. Mateus

 

O Outono traz-nos por vezes dias límpidos e amenos que nos proporcionam desfrutar as lindas paisagens da ilha.

 

 

S. Mateus, a 5 km de Angra do Heroísmo, possui indiscutivelmente o mais bonito porto piscatório dos Açores. Andar por entre a azáfama dos pescadores, cheirar a maresia, apreciar a ligação equilibrada entre a terra e o mar dá-nos energias renovadas para mais uma semana de trabalho.

 

 

 


publicado por mq às 11:44

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007

lisboetas

 

Lisboetas é um filme documentário de Sérgio Tréfaut, que tivemos a oportunidade de ver no último sábado, no CCCAngra do Heroísmo, inserido no ciclo de cinema alternativo do IAC (Instituto Açoriano de Cultura). 

Os imigrantes vindos da Europa de Leste, Ásia, África e Brasil são os protagonistas de histórias de inserção na sociedade portuguesa, onde as maiores dificuldades são a língua, a burocracia e a exploração do trabalho ilegal.

São retratos amargos e difíceis da vida fora da terra-mãe, mas também retratos de sonhos e espelhos dos portugueses emigrantes.

Apesar de tudo, o optimismo de uma nova vida termina um filme que por vezes não temos a certeza para onde se encaminha, tais são as dificuldades destes lisboetas.


publicado por mq às 10:37

link do post | comentar | favorito

Domingo, 14 de Outubro de 2007

...

E aqui está a minha rua, à noite.

 


publicado por mq às 11:01

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 10 de Outubro de 2007

a minha rua

Não sei muito sobre a minha rua, pois só passo regularmente por aqui desde há uma década, e ainda não consegui muita informação.

Depreendo que com a calçada a rua tenha subido de nível e que muitas das janelas que hoje se encontram ao nível do chão tenham anteriormente sido portas, mas tenho seguramente de perguntar aos mais idosos histórias sobre a rua ou investigar nos jornais da cidade.

Mesmo não sabendo muito sobre ela, creio que ela está mais bonita do que alguma vez já tenha sido e isso deve-se a um simples sinal de trânsito que colocaram ao cima da rua: PROIBIDO ESTACIONAR.

A rua está mais ampla, os passeios mais largos, dado que era permitido estacionar parcialmente no passeio, mais limpa, menos ruidosa, menos poluída, mais humana, até.

Tudo isto poderá ser enganador porque os carros que aqui estacionavam tiveram de encontrar poiso noutro local, mas não deixa de ser um belo presente para o olhar, seja ele de nostalgia do passado, de egoísmo do presente ou de esperança que no futuro todas as ruas sejam iguais à minha.

 

(amanhã mostro-vos a minha rua)


publicado por mq às 19:53

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

recorde

Surpreendi-me logo de manhã pela afluência inesperada de visitas a este blogue. Que teria escrito eu de tão interessante, eventualmente polémico, que determinasse este recorde de visitantes?

Ao determinar a origem desta corrida a Outras Viagens, concluí que este blogue foi colocado em destaque pelo blogs.sapo.pt.

Afinal, não eram as fotos do angrajazz nem a crítica ao artigo da Visão, nem as viagens à Costa Rica, que determinaram o encaminhamento dos internautas para este destino, mas sim a publicidade, essa amante do século XXI.


publicado por mq às 17:43

link do post | comentar | favorito

Domingo, 7 de Outubro de 2007

angrajazz 2007

 


publicado por mq às 12:29

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 6 de Outubro de 2007

Orquestra Angrajazz brilha em concerto

 

A orquestra Angrajazz brilhou ontem em mais um concerto do 9.º Festival Internacional de Jazz de Angra do Heroísmo. De ano para ano temos vindo a assistir à melhoria das actuações destes jovens músicos açorianos, que muito nos orgulham.  A orquestra fez-se acompanhar do guitarrista Afonso Pais.


publicado por mq às 13:13

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 5 de Outubro de 2007

Açores na revista VISÃO

Habituei-me a considerar a Visão uma revista de qualidade e rigor e por isso adquiro-a com regularidade. Esta semana, haveria ainda mais uma razão para o fazer, pois a minha terra era capa e o título deveras optimista, a contrariar a tendência da comunicação social em geral. Contudo, os dois primeiros parágrafos quase me inibiram de continuar a ler a totalidade do artigo, dadas as imprecisões, que não creio serem toleráveis em jornalismo de, repito, qualidade e rigor.

 

Não saber não é grave, mas acho que quando se escreve num órgão de comunicação social com a responsabilidade da Visão, deve-se investigar bem, perguntar quando não se sabe ou dar a ler para revisão.

 

Ao contrário do que a maioria do país pensa, Ponta Delgada não é a capital dos Açores, pois esta Região Autónoma não tem capital, ou então consideramos que Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Horta são as capitais administrativas. Ponta Delgada não é uma freguesia, mas sim composta por quatro freguesias, a saber: Santa Clara, São José, São Sebastião e São Pedro, e em São Miguel não existem somente um teatro e um coliseu – o Teatro Ribeiragrandense, na Ribeira Grande, é outro equipamento cultural, onde vários eventos ocorrem, se bem que com menor dimensão.

 

Não discuto a opção de optarem por dar exemplos de três ilhas em detrimento das restantes seis. As fotos são excelentes, a abordagem interessante e o essencial da caminhada dos Açores no sentido do desenvolvimento sustentável e da qualidade de vida ficaram realçados. Lamento, sim, que os restantes portugueses fiquem mal informados, e que por se repetir tanta vez o mesmo erro, este passe a ser verdade, só porque saiu na comunicação social.


publicado por mq às 12:28

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

angrajazz 2007

 

Pela nona vez, com a chegada do Outono e aproveitando o feriado de 5 de Outubro, Angra torna-se a capital do mundo jazzísto - sem exageros!

 

 

Roberta Gambarini actuou ontem pela primeira vez em Portugal.

 

página oficial http://www.angrajazz.com/

 


publicado por mq às 11:35

link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 4 de Outubro de 2007

I could never be your woman

Em português, Nem Contigo ... Nem Sem Ti é mais uma daquelas comédias românticas, que se vêem à falta de melhor, mas que também não são um desperdício de 2,00 €, nem dos minutos passados no cinema. Os ingredientes são quase os mesmos de sempre - um casal que se sente atraído, mas que por razões de diferença de idades e de uma secretária maldosa, adia o momento de ficarem juntos.

 

 

 

Michelle Pfeifer, com quase 50 anos, consegue disfarçar a idade, e apresenta-se como uma mulher de 40 que, apesar da Mãe-Natureza a tentar impedir de se envolver com um homem muito mais novo, ultrapassa esse tabu e deixa-se levar pela paixão.

Mas, o filme não é só isso. Vejam-se os primeiros minutos em que essa mesma Mãe se insurge contra uma geração que não quer envelhecer e que recorre às plásticas e ao botok para disfarçar o natural passar dos anos.

Para além da presença da bela Pfeiffer e do insinuante Paul Rudd, há a destacar a fantástica interpretação da jovem Saoirse Ronan, que desempenha o papel de filha daquela e que no final do filme interpreta duas versões cómicas e mordazes de sucessos musicais de Britney Spears e Alanis Morissette, onde nem o presidente Bush sai ileso. Hollywood já o habitou a isso ...

Depois do filme, interroguei-me: E se não existissem espelhos? E se os outros ao olhar-nos só nos vissem a alma?

http://www.aceshowbiz.com/video/download/00000665

publicado por mq às 18:35

link do post | comentar | favorito