viagens pela paisagem que me é próxima e interior, viagens por filmes, viagens de aquém e além mar
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket

.pesquisar

 

.viagens recentes

. Comida e fotografia

. tubos

. Avaliação da qualidade na...

. No paraíso ano após ano

. Férias floridas

. Primavera

. jarro

. flor 2

. flor

. Clorofila

. Primavera

. Martinha

. Fly fishing ou a imagem d...

. ... e o paraíso continua ...

. Blawenburg Band em Hopewe...

. Sporting vence torneio Ba...

. Alvor

. Por Cascais e Sintra

. Festival de Jazz de Monte...

. Com neve na praia

. De Berlim, com amor

. Será que a crise nos veio...

. Berlin - bald bin ich da!

. Os nossos dias voltarão a...

. Grounds for Sculpture

. Phila

. mais uma foto do paraíso

.arquivos

. Setembro 2012

. Março 2012

. Outubro 2011

. Julho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Maio 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

blogs SAPO

.links

Terça-feira, 22 de Agosto de 2006

Diário da Costa Rica – Dia 1 (aeroporto de Newark ou de como não deve ser um aeroporto) (2)

É a primeira vez que faço escala num aeroporto dos EUA e não sei se os procedimentos são os mesmos por todo o país, mas fiquei intrigada, pois não se assemelham de modo algum aos aeroportos por onde tenho andado, um pouco por todo o lado.

Despachei a bagagem em Lisboa para San Jose da Costa Rica e nem confirmei, tal é o hábito, mas o talão da bagagem indica, não há dúvidas, é para lá que segue a mochila.

O avião aterrou no terminal B e logo ali tive de passar pelo controlo de fronteira, com fila e mais fila, encerramento de guiché , refilei, tinha de ir para casa, a hora de serviço chegava ao fim, preenchimento e entrega de formulário, carimbos, registo de indicador esquerdo, indicador direito, foto, agrafo do papelinho branco no passaporte e eventualmente mais alguma coisa que já esqueci. Eu até só estou em trânsito, não senhor, não lhe posso dar a minha residência nos EUA.

Segui, finalmente, em frente, sempre à espera de uma indicação para passageiros em trânsito, mas o que se deparava era a recolha de bagagem, onde um preto rechonchudo me perguntou pela bagagem e eu, novamente, não senhor, estou em trânsito, foi despachada para San Jose da Costa Rica. Não senhora até posso apostar em como ela vai surgir ali na passadeira, tem de a levantar. E insistiu e eu não queria apostar e lá fui para a passadeira e lá estava a mochilita às voltas a aguardar que eu a levantasse e a levasse às costas um pouco mais à frente, primeiro para passar no controlo de bagagem da alfândega e depois entregá-la de novo junto a um equipamento de raios X, que isto tem cada vez mais que se lhe diga. Há que inventar equipamentos para detecção de ácidos, de metais, de borrachas, de sei lá que mais. Um dia destes nem levamos nada, só o corpinho com um lençolzito coberto.

De seguida apanhei a ligação do pendular que liga ao terminal C, ali passei pelo controlo de bagagem de mão, dos sapatos, novamente os serviços da emigração, desta vez para retirar o papelinho branco, pois já estava a sair dos EUA, onde nunca tinha querido verdadeiramente entrar.

 


publicado por mq às 00:38

link do post | comentar | favorito
|